24 Jun 2024 Ellipse ATUALIZADO 21:01

Publicado

01/02/2021

Atualizado

31/01/2024
Publicação

A SABEDORIA DAS IDADES

Por Tállison Ferreira, Graduado em Filosofia e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

É bem verdade que cada um ensina o que aprende (independentemente de como aprenda), porém, nem sempre vive o que ensinou ou aprendeu.

Para cada etapa da vida, um ensinamento, uma aprendizagem. Não importa a idade, todos têm o que ensinar e aprender.

Uma criança perspicaz pode te levar a reflexões do tipo: “Por que o sol é quente”? Por que amar, quem não o ama?

Um jovem desavisado pode te ajudar a entender que a vida é um instante fugaz e que, por isso, você deve aproveitar intensamente e rapidamente o tempo que lhe resta, independentemente das consequências.

O adulto, trazendo consigo um pouco mais de lucidez, pode te ajudar a pensar mais sobre as tuas escolhas e consequências.

Um idoso sábio, aquele que assume a sua identidade, poderá silenciar ou simplesmente dizer: “o mundo não é o mesmo”.

De todas as sabedorias, a que mais parece encantar é a sabedoria dos idosos, certamente, porque “o idoso sábio tem muita paciência e essa é a sabedoria que nos leva a sonhar” (PAPA FRANCISCO, 2016, p.14)[1]. A sonhar, inclusive, que dias melhores virão, não porque eles cairão do céu, mas porque serão construídos no aqui e no agora – no hoje.

No livro “sabedoria das idades”, o Papa Francisco e amigos compartilham lições de vida que passam pelas inúmeras experiências de aprendizagens. Ressalta a importância que tem os idosos para a sociedade, bem como, fomenta a promoção da comunicação entre as gerações. No livro há relatos e histórias de quem ensina e de quem aprende. Convida os mais jovens à paciência e ao cuidado das pessoas idosas.

É lamentável saber que muitos filhos, netos, bisnetos, familiares e amigos, não dão a devida importância aos seus pais-avós idosos, que cansados pelo tempo e pelas lutas de cada dia, ao derramarem suor e sangue em prol da sustentação da família, acabam ficando no esquecimento, além das agressões a eles cometidos.

No Brasil cresce o número de denúncias de violência contra o idoso. Nesse ínterim, muitas vidas, fontes de sabedoria, são extintas.

O país precisa rever suas estratégias de políticas públicas, garantido acompanhamento e segurança aos que estão vulneráveis ao descaso e as agressões dos próprios familiares. Campanhas educativas devem ganhar maior visibilidade nas cidades do Brasil e agressores devem ser punidos efetivamente.

Os sábios idosos são faróis que fazem transluzir os valores, por exemplo, o respeito, a partilha, a simplicidade, o afeto, porque a experiência de vida o fez e faz ser um leitor do mundo, dos acontecimentos. Com eles temos muito o que aprender.

Lembrem-se: TODOS VAMOS ENVELHECER UM DIA.

Estamos observando!

[1] PAPA, FRANCISCO I. Sabedoria das Idades: Papa Francisco e Amigos. São Paulo. Edições Loyola, 2016. [2] Disponível em:< https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/10/29/cresce-59percent-o-numero-de-denuncias-de-violencia-contra-o-idoso-no-brasil-durante-a-pandemia-da-covid-19.ghtml>. Acesso em: 29 jan. 2021.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS