15 Jul 2024 Ellipse ATUALIZADO 08:00

Publicado

20/03/2023

Atualizado

31/01/2024
Publicação

A luta associativista se fortalece no Vale do Açu.

Por Pedro Henrique, poeta e escritor. Bacharel em Direito (UERN), Especialista em Direito Digital (Faculdade Verbo), mestrando em Estudos Urbanos e Regionais (UFRN) e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

No último sábado, 18/03, um importante passo foi dado para o fortalecimento do movimento associativista no Vale do Açu. Trata-se do primeiro seminário de capacitação da Federação das Entidades de Desenvolvimento Sustentável do Rio Grande do Norte – FEDSURN. O evento, que foi a primeira ação da federação após a formalização, fez uma homenagem a Clodoaldo Silva (in memoriam), pela relevância dos seus serviços prestados aos movimentos sociais, em especial ao associativismo, em todo o Vale do Açu. O referido seminário, discutiu sobre a necessidade da construção de diagnósticos comunitários para identificação dos desafios e perspectivas para as comunidades, e contou com parceiros de diversas associações, representantes da Emater, Valer, contadores, dentre outros.

De acordo com Diassis do Limoeiro, como é popularmente conhecido, então presidente da instituição, “o objetivo é dar apoio às associações, comunitárias ou não, por meio de assessorias na área contábil e de outras naturezas, auxiliar as eleições nas associações, que é algo que as comunidades têm dificuldade. Ela [a FEDSURN] é do Rio Grande do Norte, qualquer associação que esteja no Estado pode se filiar. Nós tínhamos um conselho, chamado CEACA, criado em 1995, e foi mudado seu estatuto e criado essa federação”. Além de Diassis (Limoeiro), somam-se a ele na diretoria da FEDSURN, Antonio Cletison da Silva (Porto Piató), vice-presidente, Franciane Bezerra (Bela Vista Piató), como secretária, e Osana Araújo da Costa (Areia Branca Piató), tesoureira.

A união de esforços para melhorias nas comunidades é algo que é caro ao Observatório da Várzea. Por isso, conclamamos as associações comunitárias da várzea, demais comunidades rurais e de todo o município de Assú e região para conhecerem a FEDSURN e buscar, juntos, uma articulação para melhores condições de vida e de produção, no campo e na cidade, visando o bem comum.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS