23 Feb 2024 Ellipse ATUALIZADO 23:04

Publicado

18/09/2020

Atualizado

31/01/2024
Publicação

A NATUREZA PEDE SOCORRO E O QUE EU TENHO A VER COM ISSO?

Por Igor Apolônio, graduando de Agronomia e Editor- colaborador do Observatório da Várzea.

O descaso com o meio ambiente em nosso país não é de hoje. Desmatamento, queimadas, poluição de rios e lagos, liberação desenfreada de agroquímicos e flexibilização de diversas leis que existem com o intuito de proteger o que ainda nos resta.

Parecemos não entender a importância de se cuidar do pouco que nos resta. Uma simples árvore é capaz de nos oferecer inúmeros benefícios. Sombra, frutas, flores, o canto dos pássaros… o desmatamento desenfreado em nome de lucro para alguns, representa uma ameaça imensurável para todos os outros.

Parece uma realidade distante! Será que isso só acontece na Amazônia? Ou será que só existem problemas atuais no pantanal?

Em nosso município existem inúmeros exemplos de maximização de problemas ambientais. É o carnaubal queimado, o assoreamento do rio, lixões a céu aberto, aterro sanitário que não funciona! Mas os problemas parecem não influenciar nossas vidas, entretanto, é aí que nos enganamos. As consequências são gigantescas e por mais que chegue de forma silenciosa, elas estão presentes no cotidiano de todos.

Era natural admirarmos aviões com veneno sobrevoando áreas próximas da nossa Várzea sem nenhuma fiscalização. A deriva daquela aplicação era inalada e até admirada pelos moradores, e como saberemos quando as consequências aparecerão? Ou será que já não existem?

A repressão de água em alguns locais do Rio Piranhas compromete a vida aquática e influência também a irrigação em alguns lugares. A extração de areia desenfreada causa assoreamento, e influência sobre a mata no leito do rio e vai cada vez mais comprometendo a vida desse. Em áreas agricultáveis sem fiscalização, o despejo de agroquímicos em nossas águas é desenfreado.

As áreas de preservação são facilmente influenciadas. Os lixões comprometem o solo e a qualidade de vida de quem está ao redor.

Mas, parecemos não nos importarmos, porque os danos não são diretos! Se não acordarmos para as consequências futuras de nossas atitudes presentes, estamos colocando o nosso futuro a mercê, e acreditem, para solucionar esses problemas depois, as dificuldades serão extremas. A consciência e a prevenção são as melhores formas de estarmos atentos e cuidando do que é nosso e nos mantendo ligados na qualidade de vida, tanto nossa quanto das gerações vindouras.

Estamos Observando…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS