05 Mar 2024 Ellipse ATUALIZADO 08:01

Publicado

24/02/2021

Atualizado

31/01/2024
Publicação

ASSÚ: FURAR FILA DE VACINA É GRAVE E IMORAL

Por José Guimarães, Licenciado em Filosofia pela Faculdade Vicentina (Curitiba), especialista em Pesquisa Acadêmica e Científica na Prática Docente, pela Faculdade Bagozzi (Curitiba) e Editor Chefe do Observatório da Várzea.

Temos acompanhado Brasil afora os inúmeros episódios que envolvem o Plano Nacional de Imunização, desde as “vacinas de vento” até os casos de pessoas privilegiadas pelas gestões na hora da aplicação do tão precioso líquido imunizante, os chamados “fura-filas” que, de maneira escandalosa, sem se importar com as prioridades estabelecidas pelo PNI, colocam em risco as vidas mais fragilizadas da sociedade.

Pois bem, é preciso um cuidado muito redobrado em cidades como Assú, onde as afinidades parecem romper o limite da ética e os interesses pessoais se sobrepõem aos do coletivo. Geralmente, em cidades pequenas, o expediente do “jeitinho brasileiro” costuma ser mais naturalizado e, quando não acontece, as pessoas podem se voltar contra uma gestão que prioriza o protocolo e obedece ao PNI. Quando a gestão foge dos protocolos, cabe ao Ministério Público fiscalizar e punir os envolvidos.

É necessário por parte da população que aguarda ansiosa pela vacina o bom senso e, como diriam os gregos, aplicação da “justa medida”. O fato de alguns cidadãos possuírem algumas comorbidades e se encontrarem em grupos de risco, não deve sobrepor aos que estão em situações ainda mais vulneráveis, idosos e grupos prioritários. Buscar o cuidado consigo e com quem está ao redor é fundamental para manter a segurança coletiva. Em algum momento sua vez irá chegar.

Tentativa de furar fila da vacina ou qualquer tipo de coação e ameaça para tal ato é duplamente imoral e requer uma autorreflexão por quem se encontra em tal situação. A justa medida, o desejo do bem comum deve romper o discurso fácil e atingir a práxis esperada por quem costuma defender causas sociais. Isso sim é um gesto de compromisso com a cidade e o bem-estar do nosso povo.

Estamos observando…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS