21 May 2024 Ellipse ATUALIZADO 05:14

Publicado

21/11/2023

Atualizado

07/02/2024
Política

De Vila Olímpica a carne de cordeiro na merenda escolar: Promessas não cumpridas por Gustavo Soares

Por Ayslann Tôdayochy, Mestre em Manejo de Solo e Água (UFERSA), Engenheiro Agrícola e Ambiental (UFERSA), Bacharel em Ciências e Tecnologia (UFERSA), Engenheiro de Produção (UFERSA) e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

Após mais de 3 anos da reeleição do prefeito de Assú, Gustavo Soares, são diversas as promessas feitas em cima dos palanques que constam em seu Plano de Governo de 2020¹ e que viraram apenas palavras soltas ao vento ou estão “escritas em uma folha de papel” arquivada em alguma gaveta.

Caminhando para o seu oitavo e último ano de mandato, o prefeito de Assú ainda não conseguiu cumprir a maioria das suas promessas feitas em seu primeiro mandato e muitas outras do segundo mandato também estão “esquecidas” pela sua cúpula política e por boa parte do povo que acreditou nelas.

São promessas como:

º Criação da Guarda Municipal;

º Avenida da Integração (Leste-Oeste);

º Requalificação da Avenida Dr. Luiz Carlos, com padronização de calçadas, nova iluminação e pavimentação do acostamento ao longo de toda via – Trecho BR-304/Baviera;

º Estruturar as praças de táxi e mototáxi;

º Reestruturar o Parque Industrial Sandoval Martins;

º Dar continuidade à organização e implementação de infraestrutura do Parque Industrial situado às margens da BR-304;

º Implantar a coleta seletiva em escolas e demais prédios públicos da gestão municipal;

º Criar o Ecoparque nas cercanias dos bairros Feliz Assú, IPE e Janduís, com estrutura de lazer e recreação;

º Inserir a carne de cordeiro no Programa de Merenda Escolar;

º Construção de 3.000 casas populares pelo programa Casa Verde e Amarela ou similar;

º Construção da Vila Olímpica nas proximidades do bairro Frutilândia;

º Lei de Aplicação dos Royalties, garantindo às comunidades rurais a destinação de até 10% dos valores auferidos em benefícios diretos para as comunidades;

º Instalação da Feira Livre do bairro Dom Elizeu;

º Construção do Novo Abatedouro Público na Comunidade Rural de Nova Esperança com capacidade de abate de 100 animais/dia;

º Dentre outras.

Em todo esse tempo, o gestor municipal sequer conseguiu plantar uma única muda de árvore no município ou até mesmo oferecer um transporte adequado aos alunos, já que os ônibus quebram constantemente. Talvez pelo fato de não residir na cidade e também de, aos prantos, ter afirmado publicamente em 2020 que não queria ser prefeito e sim seguir a sua profissão, tenha ficado insensível às necessidades do povo que o elegeu. O que mais se tem visto nas redes sociais são postagens de “TBTs” com obras ainda do seu primeiro mandato e a notória e incessante tentativa de emplacar um parente-secretário como seu sucessor, haja vista que o prefeito está indo para seu oitavo e último ano de mandato.

Estamos observando…

¹https://divulgacandcontas.tse.jus.br/candidaturas/oficial/2020/RN/16039/426/candidatos/675584/5_1600890336190.pdf

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS