18 Jun 2024 Ellipse ATUALIZADO 22:28

Publicado

11/11/2022

Atualizado

31/01/2024
Publicação

Dois Prefeitos de Ipanguaçu foram afastados nos últimos 9 anos

Por Silvino Júnior, graduando em jornalismo (UERN), Assistente de Planejamento da Produção (SENAI) e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

O afastamento de Valderedo Bertoldo (PL) do cargo de Prefeito de Ipanguaçu nesta semana é o segundo na história da cidade nos últimos 9 anos. Antes dele, Leonardo Oliveira (PT) chegou a ser cassado em outubro de 2013 por acusação semelhante. Na época, o destino do município caiu nas mãos de Geraldo Paulino, que era o presidente da câmara de vereadores. 8 meses depois, em junho de 2014, houve eleições suplementares e Geraldo acabou se elegendo, tendo Valderedo na chapa como vice.

Mas uma reviravolta marcou os rumos de Ipanguaçu em 2014. Três meses depois de ocorrido as novas eleições, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anulou o pleito e determinou que Leonardo Oliveira (PT) que havia sido afastado, retornasse ao cargo. O petista foi reemposado e terminou seu mandato até 2016. Já Geraldo Paulino, que tinha sido eleito na disputa suplementar, voltou ao cargo de vereador.

Essa virada de jogo em Ipanguaçu onde o prefeito cassado Leonardo Oliveira (PT) voltou ao poder mesmo após a realização de eleições suplementares, refletiu na segunda maior cidade do estado. No mesmo período, Francisco José Júnior, que era Prefeito de Mossoró, chegou a entrar com várias ações cautelares para resguardar seu mandato e impedir que Cláudia Regina, que tinha sido cassada, voltasse ao cargo como aconteceu com Leonardo.

Estamos observando…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS