23 Jun 2024 Ellipse ATUALIZADO 20:06

Publicado

07/11/2022

Atualizado

31/01/2024
Publicação

Gustavo Soares emite nota de rompimento

Por José Guimarães, Licenciado em Filosofia pela Faculdade Vicentina (Curitiba), especialista em Pesquisa Acadêmica e Científica na Prática Docente, pela Faculdade Bagozzi (Curitiba) e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

Na tarde desta segunda-feira, através das redes sociais, o prefeito de Assú, Gustavo Soares, num tom cauteloso, porém, cheio de ressentimento, lançou uma “Nota ao povo assuense” em que, na sua visão, os acontecimentos referentes ao grupo político ao qual faz parte, diz ele, “não partiram de atitudes minhas e nem é o meu desejo”, numa visível defensiva aos fatos que culminaram em uma reunião entre três vereadores da situação, juntamente com os outros seis da oposição.

Apesar de dizer que não tem “feito política de promoção pessoal”, o atual gestor encabeçou uma verdadeira campanha de promoção ao seu primo Lula Soares que, no grupo político da situação, já é tido como o sucessor “natural” de Gustavo Soares, apenas por carregar o sobrenome e a “linhagem” que garante sua permanência no poder.

Até então, seria natural que Gustavo seguisse o roteiro traçado pelos seus antecessores da família. No entanto, o protagonismo de sua vice-prefeita, Fabielle Bezerra, desde o final de 2021 vinha incomodando a cúpula da dinastia que comanda Assú há anos. A começar pelas redes sociais, o prefeito que antes era ausente, começou a se dedicar mais na divulgação de sua agenda e, dentro do gabinete, ordenou à equipe que priorizasse suas redes, segundo fontes que nos pedem sigilo.

Em sua nota, ainda, o prefeito diz que segue sua “missão sem expor ou prejudicar quem quer que seja”, mas esquece que o povo assuense vem observando e comentando a ausência de Fabielle em eventos públicos e agendas da gestão, uma vez que faz questão de expor Lula Soares em momentos inoportunos, como inauguração de obras, que não seria lugar para apresentar um assessor de Secretaria da Saúde.

Apesar de não falar claramente, a nota de hoje oficializa o rompimento do prefeito com sua vice e, talvez, com os três vereadores que a seguem. Seria quase impossível, depois de uma nota como essa, reagrupar e manter o grupo unido. Apesar de sempre dizer que não há rompimento, Fabielle Bezerra se encontra num verdadeiro purgatório, entre a vontade do povo e o desejo de poder dos Soares.

Estamos observando…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS