22 Feb 2024 Ellipse ATUALIZADO 01:43

Publicado

08/03/2023

Atualizado

31/01/2024
Publicação

Honrar um passado de conquistas e traçar um futuro para as mulheres

Por Dasira Alves, Pedagoga, Especialista em Educação Infantil e Editora Colaboradora do Observatório da Várzea.

O 8 de março soma-se às lutas históricas das mulheres e suas lutas atuais. É um momento em que os desafios do presente se colocam diante do reconhecimento, cada vez mais significativo, na luta por democracia e por dignidade para cada mulher, para cada pessoa. Honrar um passado de conquistas e traçar um futuro justo para as próximas gerações, foi e sempre será a maior das lutas de uma mulher.

A mulher, que de frágil nada tem (e a prova disso é a condição de coadjuvante que a sociedade sempre a colocou), mesmo assim, conquistou direitos que são apresentados nessa linha do tempo. Mulher, que de frágil nada tem, pois além de conquistas constitucionais, lutam por quebras de padrões de beleza, preconceitos e desigualdades morais e desejam a tão sonhada equidade – igualdade de oportunidades – que ainda não foi alcançada.

Muitas mulheres ainda sofrem pela violência de gênero, como a desigualdade no mercado de trabalho. Violência simplesmente por serem mulheres. Além de ganharem menos, as mulheres trabalham mais dentro de casa por conta da dupla jornada, ou seja, afazeres domésticos e criação dos filhos. Quando é feito um recorte de mulheres negras, a violência e desigualdade de acesso à educação e mercado de trabalho se somam ao racismo e se tornam ainda mais absurdos.

Mulher, que de frágil nada tem, sofre feminicídio – homicídio contra mulheres pelo fato de serem mulheres – onde quase 90% dos assassinos são ex ou atuais companheiros. Não ensinaram às mulheres que elas poderiam ser protagonistas, autoras e provedoras de suas vidas. Não ensinaram às mulheres que antes da valorização por parte de um outro indivíduo, elas deveriam se autovalorizar diante de tantos atributos que são próprios delas, do ser mulher.

Parabéns, mulher! Por tudo que já foi, é, e ainda serás. Você não é frágil. Você é forte e corajosa!

Estamos observando com olhos de mulher…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS