23 Jun 2024 Ellipse ATUALIZADO 06:08

Publicado

07/12/2022

Atualizado

31/01/2024
Publicação

Mulheres do fim do mundo

Por Pedro Henrique, poeta e escritor. Bacharel em Direito (UERN), Especialista em Direito Digital (Faculdade Verbo), mestrando em Estudos Urbanos e Regionais (UFRN) e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

A obra “Vizinhas: pequenos contos de rosas e outros espinhos”, da escritora assuense Itamara Almeida, foi a vencedora da 17ª edição do Troféu Cultura, na categoria Literatura. O evento aconteceu no último dia 05/12, no Teatro Riachuelo, na capital potiguar. Além da literatura, outros segmentos culturais foram premiados, a saber: artes visuais, audiovisual, produtor/produtora, destaque musical, melhor show, melhor espetáculo cênico, melhor atuação cênica e artista do ano.

Itamara é mulher negra “feita de carne e osso, mas com punhos de aço”, e que tem em sua arte e suas [escre]vivências, para citar Conceição Evaristo, as rosas e os espinhos dos rincões do Assú, onde o Estado não chega, a não ser para nos violar. A potência e ancestralidade da mulher negra foi bem representada nesse troféu, também pela justa homenagem feita à atriz mossoroense Tony Silva. Sim, mulheres do fim do mundo, do clã de Elza Soares e muitas outras.

Deixo em destaque as minhas impressões sobre a obra premiada, publicada originalmente no meu instagram pessoal em 08 de janeiro de 2022:

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS