27 Feb 2024 Ellipse ATUALIZADO 17:55

Publicado

01/08/2020

Atualizado

31/01/2024
Publicação

O DOUTOR VOLTOU! QUEM GANHA E QUEM PERDE?

Por José Guimarães, Licenciado em Filosofia pela Faculdade Vicentina (Curitiba), especialista em Pesquisa Acadêmica e Científica na Prática Docente, pela Faculdade Bagozzi (Curitiba) e Editor- Responsável do Observatório da Várzea.

Desde o início do ano, a vereadora Fabielle Bezerra já era cotada para compor a chapa do PL com o prefeito Gustavo Soares, dada a sua notória expressividade junto às bases e nas redes sociais, arrastando milhares de seguidores e bem avaliada pelo eleitorado que, ao longo do mandato foi-se ampliando.

Com o anúncio da desistência do prefeito à reeleição, o nome da vereadora subiu vertiginosamente para o patamar de postulante à cadeira do executivo, clamado pelas redes sociais e comentários em todas as esquinas da cidade, dado como o nome mais forte para disputar com o ex-prefeito Ivan Júnior, causando abalos sísmicos em certas alas da oposição.

Mesmo à revelia do MDB que sonhava em ter a atual vice prefeita, Sandra Alves, encabeçando a chapa, devido a impossibilidade de ser candidata a vice, os vereadores da base do governo foram unânimes na indicação da vereadora para disputar a prefeitura, criando em torno dela uma frente solidária às primeiras tentativas de desconstrução do seu mandato com fins eleitoreiros, por parte da oposição.

Após o núncio do PL através do seu principal representante, o deputado George Soares, de que o prefeito volta à disputa eleitoral, tendo que acomodar o MDB e reorganizar a base, o que muda para Fabielle? Nada!

Arrisco a dizer que, após essas semanas, o nome da vereadora cresceu ainda mais e ganhou às ruas, mostrando uma simetria entre as bases e as redes sociais, lugares onde a mesma se sente confortável para exercer um mandato participativo e popular. O nome da vereadora segue firme e é, com certeza, o mais cotado para assumir aquilo que foi um pedido dos próprios vereadores no início do ano, a vaga de vice ao lado de Gustavo Soares.

Resta uma pergunta. Ela vai aceitar?

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS