17 Jun 2024 Ellipse ATUALIZADO 14:13

Publicado

08/04/2021

Atualizado

31/01/2024
Publicação

PREFEITURA DE PORTO DO MANGUE REALIZA DIA DE TÉCNICAS INOVADORAS NO MANEJO NA CAJUCULTURA

Por Flávio Felipe, graduando em Educação do Campo, pela UFERSA, Secretário de Planejamento e Gestão de Porto do Mangue, coordenador do Fórum caminhos das águas doces, turismo e cultura do Vale do Açu e editor-correspondente do Observatório da Várzea em Porto do Mangue

No dia 31/03/2021, no Assentamento Planalto do Mel – Agrovila Tocantins, no lote dos assentados Messias e Fatinha aconteceu a ação o dia de campo com agricultores familiares e gestores.

Durante a ação foi demonstrado o uso do hidrogel no plantio de mudas de cajueiro, além de orientações sobre o controle de pragas e doenças com foco no uso dos produtos naturais/orgânicos.

O comitê local da cajucultura, que é a instância de governança do Programa de Desenvolvimento Territorial (Prodeter), é composto por Sérgio Freire, do Banco do Nordeste do Brasil (BNB); a extensionista do escritório local da EMATER, Patricia Lopes; Hugo Praxedes, secretário municipal de Agricultura e Pesca, e Flávio Felipe, gerente da COOAPESCA e secretário de Planejamento e Gestão.

O objetivo do dia de campo é promover o fortalecimento da cadeia produtiva do cajueiro. Uma delegação do município de Carnaubais, formada pelo vereador Junior Amâncio (o popular Serra do Mel), secretário adjunto da agricultura, Neto Leocádio, e o jovem Alan do assentamento Santa Luzia, também participaram do evento.

O que é Hidrogel? É um polímero com alta capacidade de retenção de água, podendo reter centenas de vezes seu próprio peso. Age como uma reserva de água para as plantas, tornando-a disponível de acordo com a necessidade, reduzindo o estresse hídrico, e ajudando a segurar a água nas raízes das plantas mesmo durante a seca, o que faz mitigar os efeitos da estiagem e a mortalidade de plantas.

Em Porto do Mangue, a partir de 2017 a gestão municipal tem focado em ações que apoiam de maneira expressiva a agricultura familiar, desde corte de terra, distribuição de produtos naturais, orientação técnica, pesquisa e comercialização (em processo embrionário).

Atualmente 43 agricultores familiares (cajucultores) são atendidos por duas técnicas do SENAR: Jackeline Rodrigues e Paula Lidiane.

Foi criado também o Fórum de Agricultura de Base Agroecológica, que reúne agricultores familiares, técnicos, gestores e pesquisadores. O objetivo do fórum é fortalecer a cultura e ampliar o conhecimento para aumentar o número de produtores produzindo sem agrotóxico e a ter acesso a mercados solidários e justos.

Estamos observando…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS