23 Feb 2024 Ellipse ATUALIZADO 06:35

Publicado

08/02/2021

Atualizado

31/01/2024
Publicação

VAI DAR MERDA

Antes que me questionem: não quero saber se o que está escrito no livro do Gênesis é verdadeiro ou se não passa de um texto rico em metáforas e alegorias. Se é por demais fantasioso, isso não vem ao caso.

O livro do Gênesis nos leva a refletir sobre a criação do universo e de tudo o que nele contém, inclusive os seres humanos. O Texto Sagrado permite-nos adoçar a boca com uma maçã e dialogar com uma serpente que a todo instante intervém pedindo para que comamos do fruto proibido, com a propaganda enganosa de que, se dele comermos, seremos como deuses.

Adão e Eva comeram do fruto proibido, porém, só depois perceberam que não se tornaram deuses, talvez, no máximo, semideuses. Não conformado por tamanha frustração, o ser humano vem pelejando a todo custo ser como Deus. Ele tem sede do trono.

O filósofo alemão Feuerbach (1804-1872), na sua filosofia, discorreu sobre o destronamento de Deus. Esse destronamento passa pelo antropocentrismo, ou seja, o homem, no centro, assume o comando do mundo, crendo ele ser um deus. Neste contexto, Deus sai de cena. “As narrativas mitológicas, a religião, já não correspondem aos fatos, apenas o pensamento racional, matemático”, aquele que pode ser observado, testado e comprovado.

Na realidade tudo não passa de uma grande ilusão e desejo de perfeição. Se tomarmos a pandemia da Covid-19 como exemplo, veremos que um vírus minúsculo colocou todos para dentro de casa, ceifou multidões e arrasou com o capitalismo. A soberania humana foi por água abaixo. A ciência conseguiu a vacina, mas não conseguiu desterrar o(s) vírus definitivamente, e outras pandemias virão, fruto de um falso progresso.

Como dizem os mais sábios: por querer ser como deus, o homem já desenhou o 8, pintou o 9 e bordou o 10, e não para por aí.

A natureza que deveria, como diz São Francisco de Assis, ser a nossa irmã, cada vez mais não passa de uma escrava sucateada e assassinada, pois a manipulamos, aterramos os rios, matamos os peixes, desmatamos e queimamos as florestas, consumimos irresponsavelmente, poluímos a terra, e como se não bastasse, desde 1957, quando começaram a explorar o espaço, mais de 8 mil toneladas de lixo espacial acumulam o planeta Terra em sua órbita. No meio de todas essas questões, emergem pactos que visam a diminuição do aquecimento global.

A novidade do momento diz respeito ao projeto que prevê o “escurecimento do sol”. Esse projeto vem sendo financiado, também, por Bill Gates.

O bilionário Bill Gates, fundador da Microsoft, estaria patrocinando um estudo para “escurecer o sol” junto com alguns cientistas de Harvard. O projeto pretende usar uma espécie de aerossol para dissipar a quantidade de luz solar sobre a superfície terrestre para conter o aquecimento global. A informação é da revista Forbes.

O projeto, nomeado de Experimento de Perturbação Controlada Estratosférica (SCoPEx, na sigla em inglês), visa reduzir os efeitos do aquecimento global, refletindo parte da luz solar de volta ao espaço. O resultado seria atingido ao borrifar poeira atóxica de carbonato de cálcio (CaCO3) na atmosfera.

A previsão é que em junho o projeto dê o primeiro passo. A fase inicial será realizada na Suécia. Um balão será liberado para testar os sistemas operacionais e de comunicação que serão responsáveis pela emissão da poeira de CaCO3 na atmosfera Disponível em:https://www.portalt5.com.br/noticias/single/nid/bill-gates-patrocina-projeto-para-escurecer-o-sol-entenda-o-motivo/. Acesso em: 05 fev. 2021).

O objetivo do projeto é reduzir o aquecimento global. E mais uma vez lá vai o homem brincar de deus. Isso vai dar merda.

É preciso investirmos em possibilidades que levem o ser humano a fazer bom uso da razão. A ter consciência que o dinheiro – o capital – não é suficiente para garantir a preservação da vida, se antes não nos revestimos, nas palavras de Paulo Freire, de CONSCIENTIZAÇÃO. Precisamos mudar os nossos hábitos e a forma como nos relacionamos com a natureza. Não dá para ficar fabricando paliativos. Ou mudamos de postura, ou iremos, todos nós, perecer.

O projeto em questão parece soar como sinônimo de progresso; no entanto, inúmeros serão os retrocessos. E quais serão os prejuízos desse pretensioso PROJETO?

Estamos observando!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS