17 Jun 2024 Ellipse ATUALIZADO 13:21

Publicado

06/05/2023

Atualizado

31/01/2024
Publicação

Carnaval de Pendências: contas públicas às escuras

Por Izabely Rodrigues, licenciada em Química pela UFRN, professora da rede privada e Editora Colaboradora do Observatório da Várzea

A transparência em Pendências tem sido nos últimos anos pauta de muitos embates na política municipal. A busca pela luz nas contas públicas da Flor do Vale é há anos pauta do líder de oposição e empresário Paulo Barreto, agora Presidente do PSB (Partido Socialista Brasileiro) em Pendências.

“Transparência não é fim, ela é meio. O fim deve ser o controle social do gasto público, mas se torna impossível fazer o controle dos gastos sem o acesso aos dados, sem a transparência”, relata Paulo Barreto, que convida a população a fazer parte da busca pela transparência e estar presente na construção das políticas públicas, fortalecendo assim, os conselhos municipais.

Paulo Barreto e o seu grupo político foram fundamentais na luta e reivindicação pelo retorno do portal de transparência ao ar, destacando-se a vereadora Wellyedna Enfermeira (PV) que atualmente não faz mais parte da bancada de oposição, em razão de recentemente ter “pulado” para a situação de maneira repentina, surpreendendo toda população e seu eleitorado.

Os embates calorosos nas sessões da Casa Legislativa de Pendências não diminuíram após o rompimento da Vereadora do PV com a oposição. O policial civil e Vereador Marones Manoel (MDB) que se intitula independente na Casa, tem sido fundamental no embate pela transparência, juntamente com o atual Presidente da Câmara Municipal José Adailton (MDB), a Vereadora Joseny Oliveira (MDB) e a Vereadora Dona Zilda (PSD). Apesar de serem minoria na Casa, esses vereadores juntamente com o líder de oposição Paulo Barreto (PSB) têm buscado incansavelmente pela transparência nas contas públicas da Flor do Vale, motivo no qual tem tirado o sono do Prefeito Flaudivan Martins (MDB) e seus apoiadores.

Na sessão de 14 de março, o Vereador Marones Manoel (MDB) protocolou um requerimento solicitando as cópias dos processos de licitações e contratos firmados com bandas, estruturas de palco e trios elétricos dos eventos realizados pela prefeitura no Carnaval deste ano, em razão da ausência de transparência com os gastos públicos na festa carnavalesca.

“Mais uma vez insisto que a fiscalização por parte do poder legislativo ou até por parte de qualquer cidadão é um dever legítimo e a transparência de qualquer gestão torna seus atos mais éticos, sendo um princípio valorizado pela sociedade. FISCALIZAR É OBRIGAÇÃO DO PODER LEGISLATIVO”, afirmou o Vereador Marones em suas redes sociais.

A busca por transparência em Pendências é árdua, o Vereador Marones teve seu requerimento negado pela câmara municipal. Na ocasião votaram contra a transparência das contas das festas carnavalescas os vereadores: Isaac do PT (PT), Wellyedna Enfermeira (PV), Jorge de Mulungu (PC do B), Xandal (MDB), Tâmara Galvão (MDB) e Nanam (MDB), todos da bancada do prefeito, que mantiveram em sigilo os gastos públicos com o carnaval de Pendências 2023.

Até o presente momento não sabemos ao certo o quanto e em que foi gasto o dinheiro público na realização do “maior carnaval do Vale do Açu”, está tudo às escuras e por debaixo dos panos. Desse modo, fica a reflexão: Por que esconder onde e como é gasto o dinheiro que é do povo?

Há anos que ouvimos em rodas de conversas com os mais experientes de que “quem não deve não teme”, se o Prefeito de Pendências está com todas as cópias de contratos, licitações e recibos de pagamento do que foi gasto no carnaval deste ano e não há irregularidades, por que e para quê esconder? Pendências espera pela prestação de contas, Sr. Prefeito, não do que é seu, mas sim do que é do povo. Parafraseando mais um ditado popular que aprendemos com os mais experientes: “TEM CAROÇO NESSE ANGU”.

Estamos observando…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS