15 Jul 2024 Ellipse ATUALIZADO 09:25

Publicado

26/11/2022

Atualizado

31/01/2024
Publicação

Gustavo acerta na estratégia ao não demitir quem contraria seu projeto político

Por Silvino Júnior, graduando em jornalismo (UERN), Assistente em Planejamento da Produção (SENAI) e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

O Prefeito de Assú, Gustavo Soares, acertou na estratégia ao não demitir, pelo menos por enquanto, servidores indicados por Fabielle Bezerra e outros nomes ligados aos três vereadores que acompanham a vice-prefeita e que também contam com espaços dentro da gestão municipal. Nas redes, alguns aliados e a própria militância governista tem defendido que Gustavo aplique a ‘’tesoura’’ e promova uma onda de exonerações em massa contra quem não está alinhado com o projeto político do gestor. Ao não demitir ninguém, Gustavo entende que a política é feita de simbologias, evita o confronto direto e o desgaste, não sacramenta nenhum rompimento oficial e deixa que a corda seja esticada no debate público e ele possa, ao final da história, terminar com a razão. Outro ponto a considerar é que isso bloqueia a possibilidade de qualquer um no momento ficar no posto de vítima e ele com imagem de vilão. Ao deixar como está para ver como é que fica, Gustavo afasta a estampa de perseguidor e opressor vendido pelos opositores. Ganha no discurso e tem tempo hábil para avançar seu projeto na prática, sem precisar mexer com ninguém. Maquiavel já dizia que a permanência no poder do governante depende do amor ou do medo dos seus súditos. Gustavo tenta sair de uma crise mais forte do que entrou e tem terreno aberto para tentar emplacar seu sucessor. Estamos observando…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS