18 Jun 2024 Ellipse ATUALIZADO 23:32

Publicado

05/07/2021

Atualizado

31/01/2024
Publicação

O QUE HÁ POR TRÁS DAS IDAS E VINDAS DO SECRETÁRIO DE SAÚDE?

Por José Guimarães, Licenciado em Filosofia pela Faculdade Vicentina (Curitiba), especialista em Pesquisa Acadêmica e Científica na Prática Docente, pela Faculdade Bagozzi (Curitiba) e Editor Chefe do Observatório da Várzea.

Hoje, dia 05/07, mais uma vez, uma rádio da cidade anunciou que o secretário de saúde, Carlos Júnior, pediria demissão do cargo, alimentando os rumores já anunciados no mês passado de que sua cabeça estaria sendo exigida por integrantes da Gestão, que desejam administrar uma das pastas mais importantes da Prefeitura do Assú, a Secretaria de Saúde.

No vai e vem das fofocas palacianas, uma coisa está certa: “há algo de podre no reino da Dinamarca”, como diria Shakespeare, em sua Tragédia de Hamlet, anunciando a confusão instalada num reino conturbado por brigas, sede de poder e traições. Um retrato dos dias modernos que, à brasileira, tenta repetir as tragédias cotidianas de um sub-reino marcado por intrigas e interesses não muito diferentes do romance de Shakespeare.

Geograficamente longe da Dinamarca, Assú se aproxima na sorrateira trama de interesses e tentativas de dominação que aparecem em Hamlet. Especialmente quando há um cenário perturbador (a nível nacional e local) não seria hora de deixar a população confusa, desesperançosa e muito menos desprotegida para atender a interesses escusos.

O fato de tantos rumores vir a público, sem um esclarecimento real e contundente por parte da gestão, alimenta as narrativas de conspirações, traições e até mesmo de rachaduras na base da gestão. Em sendo verdades os rumores, volto à figura de Hamlet “Nosso tempo está desnorteado. Maldita a sina, que me fez nascer um dia pra consertá-lo!”. Sim, todos nós temos o papel de consertar, cada um em sua função social, o que é possivel fazer. É preciso que haja respeito com a opinião púbica e que, de maneira clara, todos os fatos sejam explicados.

Estamos observando…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS