05 Mar 2024 Ellipse ATUALIZADO 08:56

Publicado

11/12/2023

Atualizado

31/01/2024
Publicação

O reflorestamento fake e suas 50 mudas

Por Ayslann Tôdayochy, Mestre em Manejo de Solo e Água (UFERSA), Engenheiro Agrícola e Ambiental (UFERSA), Bacharel em Ciências e Tecnologia (UFERSA), Engenheiro de Produção (UFERSA) e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

Depois da repercussão negativa sobre o prefeito de Assú, que foi destaque na imprensa estadual após mandar arrancar, sem autorização de vários moradores, mais de 140 árvores em uma única rua para dar passagem à “prosperidade e ao desenvolvimento” (leia-se asfalto), o gestor participou de uma ação, segundo ele, de REFLORESTAMENTO na Rua 24 de junho.

Primeiro, devemos ter em mente que o termo “reflorestamento” utilizado pelo prefeito não se encaixa na ação executada, haja vista que a área atingida já é urbanizada há muitos anos. O que mostra uma falta de assessoria por parte da sua pasta de Meio Ambiente. Segundo, não foi apresentado qualquer planejamento de arborização ambiental municipal, plano de compensação ou ainda laudos técnicos que comprovem a necessidade da retirada das árvores, já que muitas outras ruas serão ou estão sendo pavimentadas.

Outro ponto que merece destaque é que na Rua 24 de junho foram plantadas apenas 50 mudas de árvores no canteiro central da via, mas não há quaisquer informações sobre quem cuidará das plantas, como e com qual frequência será realizada a molhação, eventuais podas, dentre outros. Provavelmente será São Pedro, quando a época de chuvas iniciar.

A pauta “Meio Ambiente” em Assu é quase insignificante, em 2020, por exemplo, assistimos a transferência da gestão da FLONA para Mossoró, uma perda irreparável para aquela UC. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo parece seguir inerte, com pouquíssimas ações relevantes desenvolvidas ao longo de 7 anos de mandato, ao que parece, servindo apenas de cabide para cargos comissionados na já inchada máquina da Prefeitura Municipal do Assu.

Por fim, podemos comprovar que o que fora realizado não passa de uma ação pífia, de caráter marketeiro, regada a muitas fotos e vídeos, com o objetivo de manter a reputação mediana do prefeito que sequer mora na cidade que foi eleito para governar.

Estamos observando…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS