22 Feb 2024 Ellipse ATUALIZADO 01:10

Publicado

29/01/2022

Atualizado

31/01/2024
Publicação

AS PASSAGENS MOLHADAS E O FIM DO CAOS NO PERÍODO DE CHUVAS

Por José Guimarães, Licenciado em Filosofia pela Faculdade Vicentina (Curitiba), especialista em Pesquisa Acadêmica e Científica na Prática Docente, pela Faculdade Bagozzi (Curitiba) e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

Na última sexta- feira, em decorrência das fortes chuvas, recebemos vídeos enviados por moradores da comunidade do Bom Lugar, mostrando a situação da estrada que liga Palheiros IV à referida comunidade, que encontrava-se intransitável. Como nossa postagem repercutiu nas redes sociais, inúmeras pessoas nos procuraram (para protestar ou defender a prefeitura) alimentando as discussões sobre as passagens molhadas que estão em execução nas comunidades adjacentes.

Para atender à imparcialidade, procuramos a Secretária de Obras, Nayara Jhessica Marques da Fonseca, para esclarecimentos. De prontidão, todas as nossas questões foram esclarecidas e apresentadas nesta matéria.

Para maior clareza, a três passagens molhadas serão construídas na estrada que liga Palheiros II e Palheiros I; na estrada que liga Palheiros IV e Bom Lugar III e na estrada que liga a Br 304 e a comunidade Olho D’água do Mato. A que dá acesso aos Palheiros I e II já foi executada e aguarda apenas os últimos ajustes na parte de aterro e contenções, por este editor, através do site da PMA e redes sociais. A que liga Palheiros IV e Bom Lugar III está com tudo pronto para iniciar, segundo a secretária.

As passagens molhadas constituem sistemas de bueiros duplos e triplos com manilhas de 1,20 e 1,50 de diâmetro. Todas as manilhas já estão, inclusive, no local e as equipes da empresa contratada estão prontas para executar desde a última sexta-feira(dia 28.01), o que tem sendo inviável por conta das fortes chuvas que ocorreram nos últimos dias. De todo modo, conclui Jhessica, a programação é para que na próxima segunda-feira os serviços estejam sendo executados.

De acordo com a secretária, a construção das três passagens molhadas custará R$346.050,46 dos quais RS 250.000,00 provém de emenda parlamentar de autoria de Beto Rosado. E portanto, “outros 96.050,46 representam a participação da Prefeitura de Assu com seus recursos próprios na forma de contrapartida, sob convênio celebrado entre o Município de Assu e o Ministério do Desenvolvimento Regional, número 858629/2020”, relata a responsãvel pala pasta.

Por fim, as manilhas que serão usadas na passagem molhada que dará acesso ao Palheiros IV e Bom lugar III, objeto de discussão em nosso vídeo nas redes sociais, estão sendo confeccionadas para iniciar a obra. A execução da obra está dentro do cronograma previsto que é de 90 dias, salvas as paralisações necessárias em razão das chuvas, enfatiza a secretária.

Finalizamos advertindo que, embora o Observatório da Várzea tenha sido criado para as comunidades da Várzea, nossa responsabilidade com o município ganhou notoriedade na última campanha eleitoral, quando todas as comunidades e bairros voltaram seu olhar para o nosso trabalho e, por vezes, sentiram-se representados e desejosos de espelharem-se no nosso trabalho, como um farol que mostra o caminho da cidadania. Por isso mesmo, acreditamos que as comunidades, por mais distantes que estejam do centro da cidade ou, ainda, por menos populosas que sejam, merecem ser ouvidas e assistidas em suas necessidades.

Estamos observando…

Fotos: Site da Prefeitura Municipal do Assu

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS