23 Feb 2024 Ellipse ATUALIZADO 07:02

Publicado

12/11/2022

Atualizado

31/01/2024
Publicação

PSDB de Ezequiel Ferreira é aliado de Fátima e comandado por George em Assú

Por José Guimarães, Licenciado em Filosofia pela Faculdade Vicentina (Curitiba), especialista em Pesquisa Acadêmica e Científica na Prática Docente, pela Faculdade Bagozzi (Curitiba) e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

É de causar espanto que alguém, por ignorância ou maldade, queira associar o PSDB do Rio Grande Norte ao bolsonarismo, condenando Fabielle Bezerra por ter sido filiada à legenda. Liderada por Ezequiel Ferreira, presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, a legenda que a nível nacional liberou seus membros para apoiarem quem achasse melhor a nível nacional, no Rio Grande do Norte não foi diferente.

Ezequiel declarou apoio a Fátima Bezerra e, na convenção afirmou que sua luta seria “em todas as regiões, nos municípios e levando um discurso de ações, prestações de contas e de esperanças”, afirmou. Por si, essa informação derruba a tese de que Fabielle teria se filiado a um partido bolsonarista quando, na verdade, o PL ao qual o prefeito Gustavo está filiado é, de fato, o partido de Bolsonaro.

Em Assú, é de conhecimento de todos (deixaremos o documento abaixo) o PSDB é presidido por ninguém menos que Samuel Fonseca, ex-secretário municipal de serviços públicos e alinhado ao deputado George Soares, a quem o Blog de Olho no RN é declaradamente ligado. Aqui, atente-se o leitor, não é por acaso que o referido blog tenha dado em primeira mão informação da suposta filiação de Fabielle, preparando um terreno para que George Soares venha a público para se pronunciar depois.

Não teria sentido, do ponto de vista político, uma narrativa que queira intencionalmente associar a filiação de Fabielle a uma suposta traição, uma vez que, mesmo que se confirme de sua parte a filiação, ela permaneceria na mesma base do deputado George Soares e da governadora Fátima Bezerra, para quem Fabielle pediu votos incansavelmente na eleição passada.

Assim, mesmo que George Soares acione seu gabinete do ódio e que venha a preparar

ataques a conta-gotas para Fabielle Bezerra daqui para frente, é necessário, à luz da razão, não cair nas armadilhas criadas pelo grupo que mantém a “metástase” da oligarquia que elimina e sufoca, há anos, os talentos que buscam arejar e reflorescer a política local.

Estamos observando…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS