23 Jun 2024 Ellipse ATUALIZADO 06:02

Publicado

24/07/2022

Atualizado

31/01/2024
Publicação

RAFAEL MOTTA PERDE APOIO DE GEORGE SOARES E VIVE VERDADEIRO CALVÁRIO

Por Silvino Júnior, graduando em jornalismo (UERN), Assistente de Planejamento da Produção (SENAI) e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

O deputado federal, Rafael Motta (PSB), atravessa um verdadeiro calvário na semana que antecede a convenção do seu partido no próximo dia 30 de julho. Nos últimos dias, o clima esquentou entre Rafael Motta e o senador Jean-Paul Prates (PT), que classificou sua pré-candidatura ao senado como uma aventura e de uma postura individualista. Rafael cobrou respeito e minimizou as declarações do senador petista.

No sábado (23), o partido Republicanos que havia declarado apoio a Rafael Motta (PSB) fez sua convenção e contou com a presença do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), que também vai disputar o senado e discursou no evento em um tom de apoio da legenda à sua candidatura.

Quem também trocou Rafael Motta (PSB) por Carlos Eduardo (PDT) foi o deputado estadual, George Soares (PV). Ele esteve na convenção da governadora Fátima Bezerra (PT) com toda sua comitiva e registrou fotos ao lado do pedetista. Carlos Eduardo anunciou como um troféu o acordo com George em suas redes sociais.

O apoio de George Soares (PV) a Carlos Eduardo (PDT) causa surpresa porque nos bastidores se caminhava um apoio do deputado e de todo seu grupo político para Rafael Motta (PSB). Na última quarta-feira (20), em entrevista ao grupo TCM, o Prefeito de Assú, Gustavo Soares (PL), irmão de George, declarou que Rafael tinha uma história com Assú e que tinha rompido com Ivan Júnior, do qual é primo, e ido para o seu palanque.

Em junho, o deputado George Soares (PV) em entrevista ao Blog do Barreto declarou: ‘’Nós temos um compromisso com Rafael Motta que estava na campanha de Gustavo e tem destinado emendas’’. No decorrer da conversa, ele ainda chegou a admitir que havia dificuldade de aproximação com Carlos Eduardo (PDT), pelo fato dele ter apoiado Ivan Júnior, seu principal adversário político em Assú.

Rafael Motta (PSB) entra em uma semana decisiva para sua pré-candidatura. O deputado chegou até o último minuto a buscar o apoio do PT. Sem êxito, ele entra em sua convenção partidária com a missão de reduzir o impacto da perda de aliados, convencer os prefeitos de sua base a ir pra rua levar seu nome e se aproximar do eleitorado indeciso, colando a sua imagem a do ex-presidente Lula.

Apesar das pressões internas e das repressões e constrangimentos provocados por aliados mais próximos de Fátima Bezerra (PT), Rafael Motta (PSB) esbanja coragem e se mantém vivo no jogo.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS