23 Jun 2024 Ellipse ATUALIZADO 20:41

Publicado

23/10/2022

Atualizado

31/01/2024
Publicação

STÉLIOFLIX OU STÉLIOPIX: A DIFÍCIL TAREFA DE PROVAR SER OPOSIÇÃO

Por José Guimarães, Licenciado em Filosofia pela Faculdade Vicentina (Curitiba), especialista em Pesquisa Acadêmica e Científica na Prática Docente, pela Faculdade Bagozzi (Curitiba) e Editor Colaborador do Observatório da Várzea.

O ex-vereador Stélio de Sá Leitão ressurgiu das entranhas do limbo em que se encontrava após a derrota das eleições 2020, quando não conseguiu se reeleger, prometendo abalar os bastidores da política assuense, com intuito de autopromover-se ou, simplesmente, desconstruir imagens de supostos desafetos políticos. Para tanto, imitando as plataformas de streaming, como a Netflix (daí o codinome Stélioflix), ele prometeu uma série de entrevistas bombásticas.

Nestas entrevistas barulhentas e pouco reveladoras, embora se diga eleitor de Paulinho de Marlene e, portanto, opositor da atual gestão municipal, tem aproveitado para atacar ninguém menos que a vice-prefeita, Fabielle Bezerra, numa espécie de “forçação de barra” cobrando-a um suposto racha com o grupo político liderado por George Soares.

O leitor há de lembrar que, apesar de ter voltado ao palanque do atual líder da oposição aos Soares, o ex-prefeito Ivan Júnior, Stélio participou da primeira gestão de Gustavo Soares, como vereador aliado e, consequentemente, detentor de cargos públicos que sustentou sua base por um mandato.

Agora, às vésperas de uma possível eleição suplementar, quando os Soares não possuem um nome favorável para competir com Ivan Júnior e, segundo as vozes da cabeça de Stélio, Fabielle Bezerra já não pertence mais ao grupo do prefeito, toda a artilharia do ex-edil se voltou para a vice-prefeita, na tentativa de desconstruir sua imagem diante do povo assuense.

Há rumores, porém, de que a munição gasta para destruir Fabielle, não partiu de Ivan e nem do seu grupo, pois no QG de Ivan a ordem é “não bater em Fabielle”, uma vez que o seu nome é um desejo de muitos para compor chapa com Vanessa Lopes, ou pelo menos angariar apoio ao projeto dos Lopes.

Desta maneira, Stélio terá grande dificuldade em provar que é, de fato, oposição aos Soares pois, segundo sua própria tese, uma destruição de reputação de Fabielle favorece diretamente o grupo liderado por George Soares, a quem o próprio Stélio já externou simpatia e gratidão. Acontece que, na linguagem da política local, gratidão tem preço e chave pix (daí o segundo codinome), o que seria a verdadeira motivação das entrevistas repentinas do ex-vereador.

Somente os próximos capítulos desta série prometida pelo visível Stélioflix nos ajudarão a revelar as verdadeiras intenções do Stéliopix já conhecido e testado na praça pelo assuense.

Estamos observando…

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    POSTS RELACIONADOS